3 de mai de 2011

O Diário de Anne Frank



Hoje completa 51 anos que o edifício onde Anne Frank, sua família e mais quatro pessoas judias ficaram escondidas durante a ocupação nazista nos Países Baixos na 2ª Guerra Mundial, foi fundado como Museu.


Durante o período em que ficou escondida dos nazistas, Anne Frank, então com 13 anos, escreveu um diário onde relata o que vivenciou no esconderijo.
Em 1944 agentes da Gestapo prenderam os ocupantes que estavam escondidos no edifício em Amsterdam e os levaram para vários campos de concentração. 
No mesmo dia da prisão dos pais de Anne, o diário foi entregue para seu pai Otto Heinrich Frank. 
Anne Frank faleceu no campo de concentração Bergen-Belsen em fevereiro de 1945.
O pai de Anne foi o único dos escondidos que sobreviveu ao campo de concentração. Em 1947, ele decidiu publicar o diário. 


"O Diário de Anne Frank", apesar de não ser um dos melhores livros relacionados a 2ª Guerra Mundial, ele é muito interessante pois mostra a visão de uma jovem em relação ao medos que a 2ª Guerra trouxe aos judeus  e todos os problemas que enfrentou no esconderijo como a falta de comida, roupas, os conflitos entre as famílias e o medo de serem traídos e entregues a Gestapo.
O livro rendeu um filme homônimo lançado em 1959.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...