16 de jul de 2011

Filme X Livro - Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída



Quem assistiu ao filme "Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída" deve ter tido a mesma impressão que eu. Que Christiane era apenas uma garota "maria vai com as outras" e por isso acabou se afundando no vício da Heroína. Porém, ao ler o livro tive uma visão completamente diferente dela.


O livro lançado em 1978 foi escrito pelos jornalistas Kai Herrmann e Horst Rieck em colaboração com Christiane. Nele também há relatos da mãe de Christiane e de outras pessoas envolvidas na história.
O livro começa contando a infância de Christiane, que foi bastante conturbada. Na década de 70, a Alemanha ainda não havia se reerguido totalmente devido a 2ª Guerra e o país passava por grandes problemas incluindo a desvalorização de sua moeda. Enfim, as pessoas não tinham uma vida fácil e com a família de Christiane não foi diferente, que tinha uma condição de vida bem miserável. 
A família sobrevivia com o salário da mãe e o pai, que sempre achava que nenhum trabalho era bom o suficiente para ele, tentou um novo empreendimento em Berlim que não deu certo e após seu fracasso, começou a bater nas filhas (Christiane tinha uma irmã mais nova) e em sua mulher e ainda gastava parte do suado dinheiro da esposa em bebedeiras.
Na escola, apesar de ter poucos amigos era uma aluna muito inteligente. Porém, desestruturada, Christiane começou a andar com más companhias, acabando por experimentar cigarro e álcool, passando pouco depois à drogas leves, como haxixe e LSD.


Toda essa parte da infância de Christiane não é contada no filme, lançado em 1981. O filme começa com Christiane já morando com a mãe depois da separação e sua irmã indo morar com o pai. Isso foi muito difícil para Christiane aceitar, pois não queria se separar da irmã e não entendia como ela podia querer voltar a morar com o pai depois de tudo o que aconteceu.


Christiane então, já com 13 anos, começou a namorar e apesar do seu namorado (Detlef) usar heroína mas não querer que ela use, não tardou para que ela experimentasse e um pouco depois ficar viciada.
Quando Christiane começava a ter crises de abstinência (que no livro ela chama de "Cold Turkey") era impossível  não entrar em desespero. 
No livro ela relata as sensações do "Cold Turkey" quando o teve pela primeira vez, sem saber no momento que estava tendo realmente uma crise de abstinência.
Com a dependência cada vez maior e sem dinheiro, Christiane começou a se prostituir.


No filme, ela e Detlef tentam se livrar do vício por conta própria. Ficam durante muito tempo dentro do quarto dela tendo crises fortíssimas, tentando amenizar a dor com álcool e comprimidos de valium. Após se livrarem do vício físico, tentam ter uma vida normal. Porém, reencontrando os antigos amigos acabam voltando ao vício rapidamente.


No livro, Christiane tenta se livrar do vício por conta própria várias vezes. E mesmo depois de passar por todo o processo dolorido de desintoxicação ela acaba sempre voltando ao vício. No livro ela também passa por centros de reabilitação e em outro momento sai de Berlim para morar com alguns parentes em uma cidade pequena. Nessa época Christiane recuperou o peso e ficou muitos meses sem entrar em contato com a droga, porém ao voltar a Berlim tudo recomeça novamente.
Foto real de Christiane F.


Isso mostra que o vício psicologico é muito pior do que o físico e que para uma pessoa realmente se livrar de um vício tão forte é necessária a mudança de ambiente, caso contrário acontece o que aconteceu tantas vezes com a jovem Christiane.
Depois de tentar se livrar da droga muitas vezes e cansada da vida da prostituição e de ver seus amigos morrendo um a um, Christiane tenta se matar tendo uma overdose de Heroína, porém sem sucesso.


Quando escreveram o livro, Kai Herrmann e Horst Rieck tinham o intuito de alertar a sociedade alemã. Cada vez mais e mais jovens, muitos com menos de 15 anos, estavam morrendo por causa do vício da Heroína. 
Tanto o livro quanto o filme são muito bons. Ambos mostram muito bem o que Christiane passou durante o vício, porém com o livro você consegue entender o que levou Christiane a esse caminho. E isso é muito importante, pois mostra para a sociedade como as coisas realmente são e porque não devemos ter preconceitos em relação a isso.


Confira o Trailer do Filme, que tem participação de David Bowie:

9 comentários:

  1. Li esse livro ano passado. Realmente é um livro chocante! Eu gostei bastante. Tinha me esquecido que existia o filme, tb. Vou procurar para baixar, agora.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  2. Mais do que um filme ou um livro Christiane F.. é uma mostra de como é fácil chegar no inferno e como é difícil sair de lá .

    ResponderExcluir
  3. amei o post falando do livro, da vida e etc, dei seu site como indicação lá no meu. eu li o livro e ele é incrivel, meu pai tinhamas sumiu provavelmete alguém pediu emprestado e nunca mais devolveu, eu queria compra-lo mas naum achei na net, alguma dica?

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu sempre encontro a última edição do livro da Christiane F. em várias livrarias. A última edição é muito bacana porque tem várias fotos reais dela e dos amigos.
    O meu livro comprei num Sebo. Uma edição bem antiga que paguei R$10,00.
    Sugiro que procure em livrarias grandes pois, da última fez que fui na Fnac Paulista vi o livro.
    Abraços e obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  5. alguém aqui tem o livro e quer me vender ou saber onde posso encontrar,eu preciso muito desse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho, e vc pode encontrar em sebos que é muito encontrado poiis as ediçoes

      Excluir
  6. Respostas
    1. É uma história otima... acho que ja que não tem o que fazer não fica criticando okey

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...