3 de fev de 2012

Filme X Livro - O Caçador de Pipas

O Caçador de Pipas (título original: The Kite Runner) é o primeiro romance do escritor afegão-americano Khaled Hosseini. O livro foi publicado em 2003 e teve enorme sucesso, tanto que ele foi adaptado para filme em 2007.
O livro é narrado em primeira pessoa e o protagonista da história é Amir, um garoto rico que nasceu em 1963 no Afeganistão. A mãe de Amir morreu durante seu parto, e o menino tem uma relação muito formal com seu pai (Baba). Essa relação com o pai só melhorou um pouco depois que Amir vence uma competição de pipas, por isso o nome do livro.
O melhor amigo de Amir é Hassan, filho de um empregado da família, e no começo da história Amir não entende porque seu pai tem tanto afeto por Hassan.

Hassan é um grande amigo, totalmente fiel, mas mesmo assim Amir guarda um grande ciúmes da relação que o amigo tem com Baba. O ciúmes e a falta de coragem fazem com que o Amir cometa algumas faltas muito sérias com o amigo. Porém, Hassan continua sempre totalmente fiel a Amir e por consequência das faltas de Amir, Hassan e o pai deixam a casa do patrão. 


Quando há uma queda na monarquia do país, Amir e o pai são forçados a deixar o Afeganistão e partir para a América escondidos. Apesar de ter deixado tudo para trás e ter feito uma nova vida nos Estados Unidos, Amir nunca se perdoou totalmente por todo o mal que causou a Hassan e mais para frente na história, Amir tem que voltar ao seu país natal para tentar resolver sérios problemas e se sentir em paz consigo mesmo.


O filme homônimo ao livro é tão bom quanto o filme. Ele é bem fiel em relação a história porém, algumas coisas não tem como colocar no filme, como todo o sentimento que há em um livro narrado em primeira pessoa. De qualquer maneira, o filme acabou sendo mais "direto ao ponto" na história, o que eu, pessoalmente, não achei ruim.

Os amigos Amir e Hassan (cena do filme)

O ruim é que com o filme também não dá para ter uma boa noção de como era a política e a sociedade afegã da época, o que no livro é bem detalhado. Não foi essencial para o filme, mas para quem gosta, como eu, acho legal ler o livro.

A única coisa que achei que o filme pecou foi não mostrar o filho de Hassan como ele realmente é. Quando Amir volta para o Afeganistão depois de adulto, ele conhece o filho de Hassan, Sohrab, nas mãos de um antigo inimigo muito perigoso chamado Assef. Eu acho que Sohrab merecia uma atenção maior no filme, pois nem há a parte da história em que o menino tenta cometer suicídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...