14 de mar de 2012

Filme X Livro - Olga

O problema de eu assistir um filme antes de ler o livro em que essa história foi tirada é que perco o interesse pelo livro rapidamente. Acredito que isso não aconteça só comigo, pois já ouvi outras pessoas dizendo o mesmo.
Apesar de eu ter visto o o filme primeiro esse desinteresse não ocorreu comigo quando li Olga. Acredito que o que me fez não perder o interesse é que no livro a história de Olga Benário começa a ser contada muito antes do começo do filme e também envolve parte da história do Brasil e da 2ª Guerra.


Olga Benário nasceu em Munique na Alemanha em 12 de fevereiro de 1908. Ainda muito jovem, apenas com 15 anos, Olga ingressou no movimento comunista.
Após participar de uma ação paramilitar onde libertou seu namorado Otto Braun, que também era militante, da prisão de Moabit, Alemanha, ambos fugiram para a União Soviética. Mais pra frente Olga é enviada pelo Comintern ao Brasil ao lado do militar e político comunista brasileiro Luís Carlos Prestes, para promover a revolução comunista no país. Na viagem de ida, eles tiveram que levar identidades falsas e fingirem que eram um casal, o que obrigava Olga e Prestes a intimidades imprevistas e eles acabam se envolvendo.
Após uma tentativa fracassada de golpe político e mititar ambos acabam presos e durante seu cárcere aqui no Brasil Olga descobre que está gravida. O governo de Getúlio Vargas deporta Olga, que é de origem judia, para a Alemanha nazista de Adolf Hitler, onde acaba em um campo de concentração.


Foto real de Olga Benário
O filme dirigido por Jayme Monjardim foi lançado em 2004 e foi um sucesso de bilheteria. 385 mil pessoas assistiram apenas no fim de semana de estréia aqui no Brasil. Apesar disso ele teve uma recepção negativa das imprensas brasileira e alemã, o que não me admira, já que a história envolve política e trata os comunistas como libertadores do povo que sofreram injustiças, o que é uma verdade já que estamos falando da época da ditadura e do nazismo.
Olga é interpretada por Camila Morgado, que fez um ótimo trabalho e Luís Carlos Prestes por Caco Ciocler. O filme recebeu três prêmios no Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2005.

O livro Olga foi escrito por Fernando Morais e publicado em 1985. Fernando Morais explica que teve um grande trabalho para reunir as informações sobre a vida de Olga, mas com o tempo ele conseguiu depoimento de várias pessoas que a conheciam então a história está muito detalhada e cheia de fatos importantes e muito interessantes.

O livro, como é óbvio, é muito mais completo, mas não posso desmerecer o filme. O filme está bem resumido mas conta as partes mais importantes da história de Olga e também emociona muito mais que o livro, que foi escrito de uma maneira bem direta.
Para quem gosta de drama e romance eu indico o filme, para quem gosta de história, principalmente sobre a época da ditadura e do nazismo, eu indico o livro. Mas, se você é como eu e gosta de drama, romance e História, pode conferir ambos, pois valem muito a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...